Gráfico pesquisa de mercado

Um negócio bem-sucedido é diferenciado pelas decisões estratégicas tomadas e muitas delas utilizam a pesquisa de mercado como forma de encontrar novas oportunidades de negócios e testar novas formas de operar e até mesmo desenvolver modelos de negócios.

É justamente por isso que a pesquisa mercadológica é tão importante para todas as empresas. Preço, canais de marketing, estratégias de vendas, recursos do produto, atendimento ao cliente e uma série de outros aspectos fundamentais são definidos (e melhorados) com base no que já é feito por outras empresas.

A pesquisa de mercado tem com objetivo estudar e compreender todo o ecossistema de negócio e não apenas os concorrentes.

Uma boa pesquisa de mercado é capaz de orientar o empreendedor nas estratégias que serão tomadas. Porém, a informação por si só não leva à decisão nem ao sucesso do negócio: é preciso escolher um curso de ação que ajude a identificar problemas e oportunidades e que indique caminhos que reduzam possíveis riscos.

Existem duas formas: a pesquisa primária, na qual os dados são coletados e analisados pela empresa ou por alguém contratado para isso; e a pesquisa de mercado secundária, que é terceirizada, como guias, relatórios, matérias de referências de outras empresas.

Os primeiros passos para fazer são:

1 – Conhecer o perfil do cliente: Irá mostrar a caracterização dos clientes nos aspectos quantitativos (potencial do mercado, participação da empresa no mercado, entre outros) e qualitativos (estilo de vida, características comportamentais, hábitos de consumo, escolaridade, renda, entre outros).

2 – Perceber a estratégia dos concorrentes e observar seus pontos fortes e fracos: É fundamental conhecer os concorrentes e compreender suas estratégias de mercado.

3 – Analisar os fornecedores e as empresas que fornecem produtos e serviços: Possibilita ao empreendedor a avaliação comparativa de seus potenciais fornecedores e, a partir de certos critérios, definir a classificação deles para orientar o processo de compras ou, se for o caso, de terceirização das atividades.

4 – Dimensionar o mercado: Auxilia na identificação do segmento mais lucrativo, detectar novas tendências, avaliar a performance de seus produtos e serviços, identificar a quantidade ou volume que o mercado é capaz de absorver e a que preços esses produtos poderão ser vendidos.

5 – Definir seu público-alvo: Seu público-alvo é a principal parte. É para ele que seu produto ou serviço será desenvolvido e direcionado, por isso em primeiro lugar deve satisfazer às necessidades dos clientes.

Caso ainda não esteja convencido de sua importância, seguem alguns motivos práticos para realizar uma pesquisa de mercado em sua empresa:

  • determinar a viabilidade de um novo empreendimento;
  • testar novos produtos e serviços;
  • explorar nichos de mercado desconhecidos;
  • criar segmentos novos de negócios;
  • descobrir informações estratégicas para o lançamento de um produto;
  • aprimorar processos internos e gerenciais da empresa;
  • desenvolver estratégias mais competitivas em relação à concorrência.

Para quem em dúvidas, a Sebrae dá 7 passos para uma pesquisa eficaz:

1º) Defina o objetivo da pesquisa: o que você quer descobrir com ela? Pode ser para definir a qualidade e a variedade dos produtos, ajustar preços ou dimensionar o tamanho da equipe de vendas, por exemplo.

2º) Estabeleça quem é o público-alvo da pesquisa: são os fornecedores, os consumidores ou os concorrentes? O público é definido com base no objetivo da pesquisa.

3º) Defina o tamanho da amostra da pesquisa, isto é, quantas pessoas deverão respondê-la.

4º) Elabore um roteiro básico de perguntas. Elas devem ser simples, diretas e imparciais. Também devem ser testadas internamente antes de serem aplicadas aos consumidores e conter todos os aspectos que se deseja detectar.

5º) Elabore o questionário com as perguntas já testadas e validadas.

6º) Aplique o questionário ao público-alvo da pesquisa, buscando ser isento.

7º) Compile os resultados e analise as respostas.

 

Por Marketing CCM-ULA