Supermercado_Pascoa

Os supermercadistas brasileiros esperam estabilidade para a Páscoa 2019, de acordo com estudo realizado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, divulgado hoje, em coletiva de imprensa no Rio de Janeiro, véspera a 53ª Convenção ABRAS. Para 60,5% dos empresários entrevistados, as vendas ficarão no mesmo patamar do ano anterior. No entanto, 22,2% dos supermercadistas estão otimistas em relação à data, e esperam vendas superiores às projetadas em 2018. Outros 17,3% estão mais pessimistas, e acreditam que o resultado de 2019 será inferior ao apresentado no ano anterior. O levantamento foi apurado em todas as regiões brasileiras de janeiro a fevereiro. As compras dos supermercadistas apontam para um crescimento de 0,4% em volume.

Nos preparativos para a Páscoa, os consumidores que não vão deixar de comprar chocolate, encontram soluções alternativas para este ano.

O levantamento aponta que o gasto médio deve ser de R$ 103,00 e que, mesmo com as variações nos preços, as intenções de compra também apontam resultados favoráveis para ovos de Páscoa.

As vendas dos tradicionais ovos de chocolate de menor gramatura (em média 150g) crescerão acima dos demais, mais robustos. “É condizente com o que vem acontecendo nos últimos anos. Produtos grandes, especificamente chocolates, vêm tendo redução ano a ano. Até por conta da situação econômica. Este ano, a estabilidade já é uma boa notícia. É positiva”, ressaltou Sanzovo, presidente da ABRAS.

 

Por Marketing CCM-ULA